Saldo CPF na Nota Paulista: Como Funciona, Como Consultar e Vantagens

Em muitos estados a pergunta “Quer colocar CPF na Nota é muito corriqueira quando se está passando as compras no caixa ou pagando a conta em um restaurante. Essa proposta começou em São Paulo, onde ficou conhecida como “Nota Fiscal Paulista”.

Quando os consumidores fornecem o documento, depois eles podem consultar o saldo CPF na nota na internet, onde serão informados os créditos recebidos.

Para que serve a nota fiscal com CPF?

Para que serve a nota fiscal com CPF?

A Nota Fiscal Paulista é um Programa que devolve até 20% do ICMS recolhido pelo estabelecimento aos seus consumidores. O objetivo é motivar o cidadão a exigir a nota fiscal na compra de mercadorias.

O governo fez isso para reduzir a sonegação fiscal por parte de muitos estabelecimentos, com isso, os empresários devem emitir o documento e o cidadão, fica com saldo CPF na nota. É importante saber que a Nota Paulista é diferente da Nota Fiscal Paulistana!

Para participar do programa é muito fácil, além de pedir para colocar o CPF na nota na hora da compra, é necessário se cadastrar no site (www.nfp.fazenda.sp.gov.br).

Como ver o saldo da nota fiscal Paulista?

O procedimento é muito simples, após pedir para o estabelecimento colocar o seu CPF na nota, dentro de alguns dias, o sistema atualiza com os dados.

É possível ver a relação de notas seguindo o passo a passo à seguir:

  1. Acesse o site https://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/login.aspx?ReturnUrl=/
  2. Insira o seu CPF e senha, clique em consultar;
  3. Pronto. Uma relação com as notas dos lugares onde você informou o CPF será mostrada.

É importante lembrar que no começo não será possível ver o valor de cada uma delas até que a sua primeira transferência seja creditada na conta corrente informada.

Como resgatar os créditos da Nota Fiscal Paulista?

Depois de consultar o saldo CPF na nota, é possível utilizar esses créditos, mas, para isso, é necessário transferir ele para sua conta corrente, poupança ou até mesmo para pagar o IPVA do veículo.

Para solicitar os créditos, é necessário fazer o seguinte procedimento:

  1. Acesse o site https://portal.fazenda.sp.gov.br/servicos/nfp/Paginas/Sobre.aspx
  2. Insira o seu CPF e senha e clique em consultar;
    Como resgatar os créditos da Nota Fiscal Paulista?
  3. Clique em ” Utilizar Créditos”, nessa etapa você vai escolher se deseja transferir o dinheiro para um conta corrente, poupança ou se quer usar os valores para abater o IPVA. Vale lembrar que a opção de abater o IPVA fica disponível somente no mês de Outubro.

Não esqueça que a conta corrente ou poupança cadastradas não podem estar em nome de terceiros, somente do contribuinte que tiver na Nota Fiscal Paulista. Pessoas físicas e jurídicas podem transferir valores acima de R$ 25,00.

O dinheiro do saldo CPF na nota só fica disponível à partir da quarta feira subsequente aquela que foi feito o pedido de resgate. O cidadão que tiver algum débito de IPVA ou ICMS com o estado, ficará impedido de sacar os créditos até que a dívida seja quitada.

Os créditos da Nota Fiscal Paulista ficam a disposição dos cidadão por 5 anos, eles podem ser utilizados a qualquer momento.

Outras premiações da Nota Fiscal Paulista

Quem pede a Nota Fiscal Paulista não ganha somente os créditos, mas, pode concorrer a prêmios mensais em dinheiro.

Os prêmios variam de mil reais a 1 milhão de reais. Geralmente no mês de Dezembro, os valores são maiores para incentivar a população a não esquecer de pedir Nota Fiscal nas compras de final de ano.

Para participar basta seguir o passo a passo abaixo:

  1. Acessar o sistema e aderir o regulamento;
  2. A cada R$ 100,00 em nota fiscal registrada, o consumidor ganhará um bilhete eletrônico para concorrer a prêmios (é limitado 10 cupons por pessoa);
  3. O valor do prêmio é creditado no saldo da Nota Fiscal Paulista e depois, poderá ser transferido para a conta bancária do contribuinte.

Resumindo, o Programa Nota Fiscal Paulista foi um incentivo para que os cidadãos sejam os fiscais dos estabelecimentos, desse modo, eles podem cobrar a nota fiscal em troca de créditos.

O sistema deu certo e atualmente, outros estados estão fazendo o mesmo, são eles: Maranhão, Rio Grande do Sul, Alagoas, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Alagoas, Pará, Amazonas, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraná, Rondônia e Distrito Federal.

Comente