Black Friday - Curtir ou ser enganado!?










Muita gente tem reclamado nesse dia por causa das promoções enganosas do BlackFriday, mas afinal a ideia é boa ou ruim e o que CRM tem a ver com isso!?
O evento surgiu nos USA sexta-feira posterior ao feriado de Ação de Graças, chamada de "Black Friday" ("Sexta-feira Negra"), é considerada extraoficialmente o começo da temporada natalina no comércio. Qual é a ideia para os lojistas.... o "rolo"..... isso é feito como uma estratégia adotada por alguns lojistas na disputa por uma clientela cujos gastos devem crescer menos neste ano do que em 2011. Portanto é um evento Bacana e legítimo!

Até ai tudo bem, querer ganhar clientes antes da concorrência....mas tem muitas empresas abusando da fé dos clientes e inventando promoções... como essa charge mostra.



A frase bastante lida e relacionada com a imagem para tirar sarro das empresas é: "Black Friday, O dobro do valor pela metade do preço!"

Com base nisso, resolvi escrever esse post e dar uma 'dedada' no olho dessas empresas!

Primeiro ponto: CRM ZERO!  Se relacione com as empresas. O que leva uma empresa a querer enganar o consumidor ou alguns milhares de consumidores... 

Será que é aproveitar de quem é oportunista e ingênuo.... 

Estratégia mais adequada: Se a empresa fizesse um pouco de gestão e relacionamento com clientes, o black friday deveria ser usado para resgatar algum bom cliente que deixou de comprar ou desovar estoques encalhados.... no caso com clientes oportunistas (segmentados em alguma lista). Não vai mandar coisa encalhada (se for ruim) para clientes bons!!!

Segundo ponto: Preço nem sempre é o que manda! Mostre valor! As empresas deveriam aprender a se relacionar com os clientes e oferecerem vantagens ao invés de ficarem dando descontos! Quando você oferece desconto, você entra numa guerra de negociação com o cliente e outros fornecedores... se você ceder uma vez o cliente vai querer desconto sempre.

Estratégia mais adequada: Ofereça algo a mais na negociação, entrega mais rápida, um brinde, embalagem diferente, um atendimento diferenciado.... mas NÃO CEDA A CHANTAGEM de descontos.

Terceiro ponto: Não prejudique os outros por Tabela! Seja criativo. Querer levar vantagem em cima de outros é algo que prejudica a empresa em si.... mas fazendo isso no dia do evento faz com que o Black Friday e as outras empresas levem uma fama de que vão enganar  todo mundo... aproveito aqui e deixo uma dica para quem quer encontrar algo sério, um artigo de como não ser enganado. Black Friday - Como não ser enganado

Estratégia mais adequada: Seja diferente do mercado, faça algo em outra data, invente motivos bacanas durante o ano e que melhore o relacionamento com os clientes. Pode ser data de aniversário, semana ou mês de alguma profissão...por exemplo, Semana do Administrador .... nessa semana pessoas que apresentarem o CRA na compra ganham 20% de desconto ou mês da criatividade, mande uma foto criativa e concorra a descontos de até 60%.... isso cria um vínculo com o cliente e melhora o relacionamento.

Aproveitem o evento e antes de tudo, façam CRM com os clientes todos os dias e de todas as formas!

Questionamento do dia! Como você reconquista clientes perdidos?


Como descobrir ou trazer de novo um cliente que sumiu! 

Uma pesquisa por telefone e algumas melhorias podem trazer grandes resultados. 

Algumas dicas para trazer o cliente novamente para seu negócio.


1 - Saiba quem são os clientes que somem. Identifique quem são os clientes que sumiram ou não compram faz algum tempo.

2 - Mantenha contato com o cliente que sumiu. Seja um telefonema, ou outra forma de contato para descobrir o motivo por quê ele sumiu. Preferencialmente um contato por telefone, justificando que a empresa que melhorar o atendimento com os clientes e que a participação é importante.

3 - Monte um plano de ação. A informação colhida no contato deve ser utilizada para realizar melhorias na empresa. O mais comum no abandono dos clientes é alguma questão relacionada a atendimento ou descaso. Após as informações colhidas e analisadas é importante divulgar as informações com a equipe.


4 - Coloque em prática o plano de ação! Melhore o atendimento ou algum processo na sua empresa, lembre que os clientes insatisfeitos são sua maior fonte de crescimento, eles contribuem com uma consultoria gratuita sobre sua empresa e o produto que você oferece!

5 - Traga o cliente de novo para o seu negócio. Descoberto os motivos porque o cliente abandonou seu negócio é hora de dizer a ele que sua empresa mudou, esta melhor e por causa da colaboração dele. Entregue um brinde, conceda um desconto, convide para uma aula grátis, algo que faça ele voltar a sua empresa.

Lembre-se, é muito mais barato manter clientes do que conquistar novos clientes!

Você acredita em fidelização dos clientes?




Acredito que o termo Fidelidade já esta ultrapassado, se remete aos contratos antigos em que o cliente era punido caso desejasse o cancelamento ou nos casamentos, que são semelhantes nas relações porem bem diferentes culturalmente.

Hoje o que conta é o termo LEALDADE de clientes, como da Apple....que são fãs e preferem não trocar de produto....é uma jornada longa para as empresas....Mas isso existe ate mesmo em produtos de consumo diário como shampoo, sabão em pó, pasta de dente...porem é mais difícil compreender e trabalhar mas é possível...

As empresas devem saber identificar isso e valorizar os clientes! Você concorda?!Deixe seu comentário!

Propaganda da Coca - Experiência do Cliente

A Coca-cola é fera em suas propagandas....sempre inovando e criando coisas novas. Veja essa açào de marketing, a Coke Hug Me Machine... "Me abraçe"... Cada abraço a máquina libera uma lata de refrigerante.

Para a coca cola dar algumas latas não é nada, mas a repercussão do vídeo aliada a experiência que estas pessoas tiveram, isso sim faz a diferença.

Já pensou no que sua empresa pode fazer com experiência do cliente!




Contrate a Ciclo Consultoria para fazer uma ótima experiência do cliente com sua empresa!

Tipo de Cliente - Cliente Único ou "segmento de um"

Vamos saber um pouco mais sobre o tipo "Cliente único".


O Cliente único é aquele que deseja algo de maneira individual, um produto cada vez mais personalizado, sem que isto gere um aumento relevante no preço ou demore mais no prazo de entrega.

Podemos perceber isso facilmente no caso da Netshoes onde as chuteiras são personalizadas, em parceria com o fornecedor tem o nome do jogador gravado. A opção de personalizar a chuteira é vista com bons olhos pelos clientes como um diferencial na hora da compra.



Esta opção representa um alinhamento com as necessidades e desejos dos clientes.

Este é um bom exemplo de segmentação de mercado, onde o produto passa a ser cada vez mais único e direcionado para o desejo do cliente ao ponto de fazer algo sob medida para cada cliente.

Devemos considerar que não deve existir um preço elevado, mas sim compatível onde a troca de dinheiro é justa pelo serviço prestado.




Essa personalização já é realidade ha algum tempo, as montadoras de automóveis já fazem isso pela internet onde o comprador escolhe os opcionais, acessórios, cor e configurações do carro.





Em outros mercados existe a possibilidade de se personalizar um tênis ou a camiseta de corrida, como no NikeID.COM, onde o consumidor escolhe o modelo, cor e recebe a mercadoria em casa, com um acréscimo em torno de 15% do valor normal, o que justifica a personalização.



A Brastemp oferece personalização de cor, funcionalidades dos modelos de geladeira, fogão e lava-louças.



Em outros casos como a personalização de um rótulo de vinho ou até o nome gravado no sabonete hoje em dia já se pode personalizar o que desejar... Link


O que é de se pensar é por que motivo muitas organizações ainda não aderiram ou exploraram esta possibilidade com seus consumidores. 

Acredito que a palavra PARADIGMA represente muito para a acomodação destas empresas. Fica a questão entre ter um produto comoditizado em que as empresas brigam em uma guerra de preços ou a competição saudável por produtos altamente personalizados consideram a segmentação.


A CUSTOMIZAÇÃO EM MASSA chegou para mudar o modo de vender!