Lucro Puro - Um bom caso de empresa!


Marcos Leta deixou a carreira no mercado financeiro para abrir a Do Bem, primeira a industrializar sucos 100% naturais, sem adição de água, açúcar ou conservantes

Por Fernanda Tambelini


Marcos Leta, da Do Bem, do Rio de Janeiro


Hoje em dia, o empresário Marcos Leta, 26 anos, só usa gravata para decorar a sala do seu escritório, no Rio. Devidamente emoldurada, a peça é um lembrete dos tempos em que ele atuava no mercado financeiro. Tempos que ficaram para trás, antes que o ex-administrador de empresas tivesse uma ideia inovadora e fundasse a Do Bem, fabricante de sucos sem aditivos.


'Como chegava do trabalho muito tarde, parava para jantar em uma casa de sucos no Leblon. Foi ali que comecei a me questionar se seria possível pôr somente frutas frescas nas caixinhas de suco. Em 2006, saí do mercado financeiro para transformar minha ideia em realidade. Visitei produtores rurais pelo Brasil e viajei para diversos países, para conhecer as tecnologias disponíveis na indústria de bebidas. Em 2007, abri as portas da Do Bem. O maior diferencial da minha empresa, de 30 funcionários, é o uso exclusivo de frutas frescas, sem água, açúcar, conservantes, corantes, aromas, sucos concentrados ou polpas congeladas. Escolhemos as melhores matérias-primas e fazemos um blend de safras para chegar a um padrão de sabor. Por isso, nossa caixinha de 1.000 ml custa 30% a mais que as marcas líderes do mercado. Começamos a vender em embalagens Tetra Pak em dezembro do ano passado. Hoje, já produzimos cerca de 100 mil litros por mês. Em 2009, vamos chegar a 800 mil litros mensais e expandir nossa atuação para São Paulo, Minas Gerais e o Sul do país. Espero faturar oito vezes mais em 2009, além de recuperar o que investi em quatro anos.'

Fonte: PEGN

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário